segunda-feira, 3 de junho de 2013

A Revolução dos Bichos-George Orwell

Ai ai ai! O que dizer deste livro, hein? Que fábula essa que George Orwell escreveu!

Certa vez, um porco considerado o mais sábio da fazenda sonhou com uma revolução em que as terras da Inglaterra não seria mais pisada por "patas" humanas. Essa revolução começaria ali, na Granja do Solar, onde os animais eram maltratados e trabalhavam muito. Três dias depois disso, esse porco morreu...

A revolução aconteceu e no início tudo aconteceu às mil maravilhas. Os animais eram todos iguais, como irmãos. Os sete mandamentos que tinham sido criados eram sempre respeitados e ninguém era mais que ninguém.

Só que aos poucos, isso foi mudando.
Os porcos da fazenda começaram a burlar as leis e a se beneficiarem. Não trabalhavam mais como os outros animais e se achavam uma espécie superior. Começaram a fazer negócio com os humanos e a agir como tais. Um belo exemplo da nossa sociedade.

Eu gostei bastante do livro, pois retrata nossa sociedade por meio dos animais, como numa fábula infantil. Perto do final do livro eu tava com tanta raiva, pois eles estavam tão nojentos, tão horríveis, tão cruéis... Tão HUMANOS!

Vale muito à pena ler esse livro. Quem gosta desse tipo de assunto então... Nem se fala!
Não tem erro!

-----------

Título: A Revolução dos Bichos
Autor: George Orwell
Editora: Globo
Páginas: 124
Avaliação: Muito Bom (4/5)
Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A revolução dos bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. 


3 comentários :

  1. Oi :) Já faz uns anos que li ele, mas teve uma frase que me impactou na época algo no estilo "Lembrem-se duas patas é ruim, quatro é bom", como você falou é assombrosa a parte que eles seguem e no final se parecem conosco, sempre um tentando tirar proveito da situação :/ tão humano ahahah
    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei seu comentário! *----*
      O final é realmente assombroso! o.O

      beijos
      Rafa

      Excluir
  2. já faz anos que li, mas gostei tanto que lembro até de alguns detalhes, rs!
    Livro excelente!!!!
    bjus
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Nós adoramos comentários e saber o que vocês acharam das postagens, mas tem algumas regras:
-O espaço dos comentários é para os leitores, então não venha divulgar o blog por aqui. Se quiser divulgar, mande-nos um e-mail. ;D
-Comente sobre o post em questão.
-Não critique de forma grosseira e nem ofenda as pessoas. Críticas são bem vindas, mas educação, por favor! (Caso isso aconteça o comentário será removido.)
Sendo assim, você pode comentar à vontade! ;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leitores!

Todos os textos são feitos por nós, não copie sem por os devidos créditos! Plágio é crime!. Tecnologia do Blogger.

Newsletter

Arquivo

Rafa está lendo

Siga-nos