domingo, 29 de novembro de 2015

A Mais Ouvida da Semana-Drag Me Down


Olá pessoal, tudo bom? Preparados para curtir uma musiquinha?

Drag Me Down-One Direction


Meu conhecimento sobre One Direction nunca foi lá aquelas coisas, mas gente, essa música ganhou meu coração! *u* Dá pra ver que eles evoluíram bastante desde "What Makes You Beautiful". 




sexta-feira, 27 de novembro de 2015

#seriando: Sense8


Olá pessoal, tudo bom? Estamos aqui com mais um #seriando!! Yaay! \o/
Hoje vou falar de Sense8, série original da linda e amada Netflix e que foi lançada neste ano, causando grande repercussão. Então eu fui assistir, é gente... É MUITO LEGAL!

A série conta sobre oito sensates (Sense 8=Sense eight=Sensate. Entenderam o trocadilho?), ou seja, pessoas que tem suas capacidades sensoriais evoluídas. Os oito tem ligação entre si, muitas vezes "entrando" um na mente do outro.

Um dos pontos que eu achei muito legais é que cada um é de uma parte do mundo e possuem realidades bem diferentes um do outro, como por exemplo um homem sentir a tão famosa TPM ou alguém que nunca tenha voado de avião sentir a sensação de voar.

A primeira temporada gira em torno das descobertas dos sensates, suas ligações um com o outro e porque isso acontece. Também eles estão sendo perseguidos por pessoas denominadas "Whispers", que ameaçam a vida dos sensates, então eles precisam ajudar uns aos outros para não serem pegos pelos tais Whispers.

A segunda temporada já foi confirmada e eu estou bastante ansiosa, embora eu tenha medo que estraguem a série, então gente, vamos caprichar aí!

Uma coisa que é bom ressaltar é que esta não é (definitivamente NÃO É) uma "série família". A cheira tem muitas cenas explícitas (MUITO MESMO)! Se a mãe de vocês pegarem vocês assistindo e pensarem que é um porn, não digam que eu não avisei! Ahuahauha

Dados Gerais


Gênero (s): Ficção Científica; Drama.
Duração: entre 45 e 66 minutos (episódio)
Temporadas: 1 (2015)
País de Origem: Estados Unidos
Classificação Indicativa: 18 anos



Fontes: Wikipedia; Adoro Cinema; Filmow.
Imagens: Google Imagens



segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A Batalha do Apocalipse-Eduardo Spohr

"No sétimo dia, Deus já havia terminado a obra que determinara; nesse dia descansou de todo o trabalho que havia realizado." (Sim, eu pesquisei na Bíblia.)
Quem nunca ouviu falar disso? Pois então... o descanso de Deus não está sendo de um dia como em nossas contagens, e ele ainda está adormecido. Quem está comandando o céu é o arcanjo Miguel, e digamos que ele não esteja fazendo o melhor dos trabalhos. 

Miguel tem ciúme de todos os humanos e quer matá-los a qualquer custo, mas nada dá certo.E Lúcifer... bom, é Lucífer/Diabo/Satanás/Capiroto/Tinhoso/outros nomes, e bom, vocês sabem mais ou menos como ele é, eu suponho.

Ablon é um anjo renegado que foi expulso do céu por não concordar com as ideias de Miguel, e, recentemente, recebeu um convite de Lucífer para se juntar a ele. Tudo isso é sinal de que o apocalipse se aproxima: os humanos estão prestes a começar a Terceira Guerra Mundial. É o juízo final, e Ablon pode ser a chave para tudo isso. 

"A Batalha do Apocalipse" é um livro repleto de mitologia, anjos, demônios e batalhas, além disso, muitos fatos históricos.

"(...) Eram tão diferentes -  o celestial e a terrena -  e ao mesmo tempo tão parecidos. Ambos fugiram da opressão e descobriram por si os próprios valores. Não procuravam a guerra, o ódio ou a dor. Só desejavam a paz, mas suas trajetórias os lançaram à violência, a uma vida de aventuras que, embora excitante, nada tinha de agradável."
Página 92

Há anos esse livro estava lá na minha estante sendo ignorado, após uma tentativa frustada de lê-lo. Eis que surge a Lane, do Amo Livros e Filmes me propondo um desafio para lê-lo em 15 dias (coisa que não deu certo, mas vamos ignorar essa parte). Logo explicarei como esse desafio funciona.

Quando comecei a leitura nem parecia o mesmo livro de anos atrás. Eu estava superanimada e ansiosa para continuar até que vem um flashback maroto me dando um coice na cara e atrasando a leitura. Os flashbacks constantes estragam o clima do livro bem no momento em que não devem, mas, infelizmente, eles são essenciais para o melhor entendimento.

Gostaria de mais aprofundamento nas personagens e menos foco em descrições de cenário. É uma pena, pois é um livro com um potencial enorme, mas essas pequenas falhas deixavam o livro cansativo. Pelo Skoob dá pra ver que as opiniões são bem divididas: uns amam, outros odeiam. Felizmente, fiquei neutra. Não é um livro maravilhoso, porém não é péssimo.

O livro é legal, mas bastante arrastado. É uma literatura épica, uma boa tentativa de um estilo Tolkien, porém com anjos.

------------

Título: A Batalha do Apocalipse
Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus
Nº de Páginas: 586 (Edição Econômica)
Avaliação: Bom (3/5)

"Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final.
Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.
Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heróicas, magia, romance e suspense."
(Skoob)



quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Lana Del Rey Book Tag


Oi pessoal! :D
Não sei se vocês sabem, mas Lana Del Rey é uma das minhas cantoras favoritas EVER! Eu adoro as músicas dela e ela é maravilhosa.
Vi, então, a Lana Del Rey Book Tag no blog Menina da Bahia e me senti na obrigação de respondê-la aqui no blog.
Vamos lá?

1. National Anthem- Um Clássico: 
R: O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint-Exupéry

2. Born To Die- Um livro que o(s) protagonista(s) morre(m):
R: A Culpa é das Estrelas, John Green

3. Ride- Um livro que se passe na estrada:
R: Por Lugares Incríveis, Jennifer Niven

4. Florida Kilos- Um livro ambientado na Flórida:
(Não achei a resposta.)

5. Young & Beautiful- Um livro sobre juventude:
R: As Vantagens de Ser Invisível, Stephen Chbosky

6. Without You- Um livro que não dá pra viver sem:
R: Toda a saga Harry Potter, da J.K. Rowling <3

7. Shades Of Cool- Um livro com uma história de amor complicada:
R: Amigos Inimigos, Vanessa Martinelli

8. Summertime Sadness- Um livro que tenha passado no Verão: 
R: A Última Música, Nicholas Sparks

9. Dark Paradise- Um livro que te deixou triste: 
R: Quem é você, Alasca?, John Green (São tantos! ;-;)

10. Cola- Um livro ousado: 
(Não achei a resposta.)

11. Gods & Monsters- Um livro com personagens marcados (emocionalmente) durante a vida:
R: Mar da Tranquilidade, Katja Millay

12. Lolita- Um livro que te marcou:
R: Extraordinário, R.J. Palacio

13. Million Dollar Man- Um livro com protagonista milionário:
R: Crepúsculo, Stephenie Meyer (Sim, é ao Edward que me refiro.) (Só leio livro com personagem humilde)

14. This Is What Makes Us Girls- Um livro feminista:
(Não achei resposta)

15. Music To Watch Boys To-Um livro sobre atração à primeira vista:
R: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, Jennifer E. Smith


Espero que tenham gostado e sintam-se à vontade para responder! :D




domingo, 8 de novembro de 2015

A Mais Ouvida da Semana-Lean On

Olá pessoal, tudo bom?
Hoje vim trazer mais uma música para vocês curtirem. Let's go!

Lean On (feat. MØ)-Major Lazer & DJ Snake


Já conheço a música faz um tempinho, mas não sei o que me deu essa semana que eu tinha vontade de ouvi-la toda hora. Provavelmente não é nenhuma novidade para vocês, mas se você não conhece, espero que goste.


Beijos


sábado, 7 de novembro de 2015

O que eu li em... Outubro|2015

Olá pessoal, tudo bom?
Estou com mais tempo livre, e consequentemente poderei postar mais. ALELUIA! Então, se tudo der certo, o ritmo do blog vai voltar ao normal. Entretanto, estou com um grande bloqueio criativo e não sei o que postar, então, se você tiver alguma sugestão de post (não necessariamente sobre livros), podem me sugerir pelos comentários, e-mail, Twitter e Fan Page do Facebook. (Tudo isso está na aba "contatos")
Enfim, sem mais delongas, vamos ver o que eu li em Outubro? Já adianto que foi um mês relativamente produtivo no quesito leituras! :D

A minha primeira leitura concluída de outubro foi A Teoria de Tudo, uma biografia escrita por Jane Hawking relatando sua vida com o seu marido, o físico Stephen Hawking.

O livro não foi aquela coisa toda, pois eu esperava muito mais dele. Sem contar que a narrativa é beeem arrastada.

Confira maiores detalhes e minha opinião completa AQUI


Theodore Finch e Violet Markey se encontram na torre da escola, prestes a se jogarem de lá. Após o "clima suicida" quebrar, eles devem fazer um trabalho de geografia onde eles devem visitar vários lugares de Indiana.

Eu gosto muito de livros YA, mas quando se trata de um assunto tão sério como o suicídio eles me interessam mais ainda. (É sério, tenho mais dois livros sobre suicídio pra ler!) Eu simplesmente AMEI Por Lugares Incríveis, minha segunda leitura do mês. Provavelmente um dos melhores livros lidos no ano!

Confira maiores detalhes e minha opinião completa AQUI.

O que o desejo de passar na faculdade não faz com as pessoas, não é mesmo?
Há poucas semanas eu prestei uma prova que faz parte de um vestibular seriado para uma instituição que fica aqui perto da minha cidade e iriam cair coisas específicas sobre este livro.

Só que tem um porém: eu não sou uma grande fã de poemas e este É um livro de poemas. Então vocês já devem ter imaginado que minha nota não foi muito boa. (Dei duas estrelinhas )




Legend foi a quarta leitura do mês. É uma distopia futurista onde um menino da favela, Day, tem seu destino cruzado com o de June, uma menina de classe alta que teve seu irmão assassinado por... DAY?

Eu gosto muito de distopias, e essa também é muito legal! Quem é fã de Jogos Vorazes, Divergente e afins vai gostar! :D

Confira maiores detalhes e minha opinião completa AQUI.




Minha quinta e última leitura do mês foi Para Onde Ela Foi, continuação do sucesso Se Eu Ficar da autora Gayle Forman.

Não vou contar muitas coisas sobre o livro por conta dos spoilers, mas já adianto que se passa alguns anos depois do acidente de Mia e é narrado pelo Adam, namorado da Mia.

A resenha sairá em breve, mas enquanto isso você pode ler minha resenha sobre o primeiro livro clicando AQUI.




O que eu estou lendo...

Estou lendo "A Batalha do Apocalipse", livro que se encontrava abandonado na minha estante e que eu nem tinha mais pretensões de lê-lo este ano. (Futuramente eu conto para vocês o que me fez lê-lo. ;D)

E olha... Estou gostando bastante! Nem parece aquele livro que eu tinha começado aos meus 12 ou 13 anos e tinha achado tremendamente chato.







Então é isso, pessoal! Me contem abaixo quais foram suas leituras do mês passado! ^_~
Beijos,



sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Legend-Marie Lu

Os Estados Unidos está virado de cabeça pra baixo. Ou melhor, ele nem existe mais. Sua costa oeste se chama "República" e é onde se passa essa estória. Na República, ao completar 10 anos, toda criança precisa passar por uma prova, onde quem passa tem direito às melhores instituições de ensino, enquanto quem é reprovado vai para os chamados "campos de trabalho", onde, na verdade, as crianças são mortas.
Porém, tudo isso é uma fraude: apenas as crianças ricas possuem sucesso na Prova, enquanto as mais humildes ficam com médias baixíssimas ou até mesmo reprovam.

Day é um jovem da favela, que, a princípio, reprovou na prova. Ele tem quinze anos e, mesmo com a pouca idade, é o criminoso mais procurado da República.

Do outro lado da estória temos June, uma menina do lado rico da República. Seus pais morreram há algum tempo e ela vive com seu irmão mais velho Metias.

Seus destinos se cruzam quando, em uma fuga de Day, Metias acaba sendo morto e June agora está  possessa e com um forte desejo de vingança. Sua meta, agora, é encontrar Day e fazê-lo sofrer tanto quanto seu irmão. Mas, afinal, será que Day é o real culpado de tudo isso?


"Minha mãe costumava ter a esperança de que eu renasceria de minhas humildes raízes, de que me tornaria bem-sucedido e até famoso.
Famoso eu sou, mas não da forma que ela tinha em mente."
Página 27

Depois que você lê muitas distopias, a maioria delas acabam ficando parecidas entre si, repetitivas e sem muitas novidades. Com Legend não foi diferente, mas mesmo assim me encantei com um livro. Embora as previsibilidade dos fatos seja grande, o choque entre as realidades de Day e June deixou a estória bastante original e interessante.

A diagramação do livro é maravilhosa! As páginas são decoradas e a capa é muito bonita, não só a de Legend, mas da trilogia inteira (aliás, um obrigada especial à Fábio, Nathi e Val que me deram a trilogia de presente. Me digam, como não amá-los?)! A Rocco, como geralmente faz, arrasou na diagramação desse livro!

A narrativa é em primeira pessoa, intercalando entre June e Day. Para variar, não gostei de um dos dois, e esse lindo prêmio de personagem chata pra caramba vai pra June! Menina, por favor, melhore!
Day, por outro lado, é amor! E Metias, embora não participe tanto da estória, é maravilhoso!

Se você gosta de distopias, não deixe de ler Legend! Garanto que irá gostar! :D

"Se você quiser se rebelar contra o sistema, faça-o de dentro dele. isso é muito mais forte do que se rebelar estando fora do sistema. E se você escolher se revoltar, leve-me com você."
Página 204

-------------

Título: Legend
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco
Nº de Páginas: 256
Avaliação: Muito Bom (4/5)

"Trilogia distópica que vem conquistando os fãs de Jogos Vorazes e Divergente, a série Legend é ambientada na República, instalada numa região outrora conhecida como costa oeste dos Estados Unidos, e conta a história de June, uma garota de 15 anos nascida numa família de elite e que possui impressionantes habilidades militares, e Day, um garoto pobre considerado o criminoso mais procurado do país. Quando o irmão de June é assassinado, os caminhos desses dois jovens de origens distantes se cruzam, dando início a uma trama de forte conteúdo político e repleta de ação, reviravoltas e romance."
(Skoob)





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leitores!

Todos os textos são feitos por nós, não copie sem por os devidos créditos! Plágio é crime!. Tecnologia do Blogger.

Newsletter

Rafa está lendo

Siga-nos