terça-feira, 30 de junho de 2015

Explicações e avisos

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Vocês devem ter notado que a frequência de posts aqui do blog não está láaaa aquelas coisas, não é mesmo? Eu estava conseguindo manter um calendário relativamente bom, onde eu postava de duas à quatro vezes por semana tranquilamente e, do nada, isso mudou.

Meu colégio estava em greve, onde eu fiquei mais de 1 mês sem estudar. Nesse um mês, eu acabei me desorganizando mais ainda, pois eu gastei quase todo o meu tempo dormindo e assistindo seriados. Eu pensei que seria uma época produtiva no quesito leituras e posts no blog, mas estava enganada. "Pensei que não seria otária, fui otária." Hahahaha

Pois bem, as aulas voltaram, e está tudo de cabeça para baixo! Estou tendo aulas aos sábados, e minha rotina que já era uma correria, está muito pior, fazendo eu chegar em casa e simplesmente desmaiar. Sem contar que além dos meus compromissos, eu quero começar logo meus estudos para o vestibular, que estou até a garganta com matéria acumulada e livros para ler. O negócio está tenso, meus amigos!


Por isso estou aqui para pedir desculpas a todos vocês que acompanham o blog pela falta de posts. Também peço desculpas aos blogs parceiros por não estar comentando como deveria, quando eu tiver um tempo livre, eu vou lá e comento, pois vocês são importantíssimos para mim!


A questão é que eu acho que isso não será passageiro. Infelizmente, as coisas vão mudando, junto com nossas prioridades. O blog é uma coisa que eu amo, e que quero muito continuar mantendo, mas as coisas irão ficar um pouco diferentes do Eu + Livros que vocês conhecem.

Há tempos eu ando pensando em expandir os assuntos do blog, para eu poder falar, ocasionalmente, sobre outros assuntos. Afinal, o blog se chama "Eu + Livros", então me sinto livre em poder sair do assunto literário de vez em quando. Isso já vinha ocorrendo desde que eu comecei as colunas "A Mais Ouvida da Semana" e a "#seriando", porém pretendo falar sobre mais assuntos além disso, mas isso de vez em quando. O foco é e sempre será os livros!

E agora a frequência de posts não terá o mesmo padrão de antes. Alguns meses eu postarei mais, outro menos, e vai ficar nisso aí. Não tenho como manter a mesma regularidade de antes sem me desgastar ou afetar outras tarefas, afinal, o blog para mim é um hobby. 

Vocês provavelmente notarão que o Eu + Livros se tornará muito mais "pessoal" do que antes, mas nossa essência continuará a mesma. Espero que entendam isso e que gostem dessa nova fase do blog. <3



domingo, 21 de junho de 2015

A Mais Ouvida da Semana-In My Veins


Oi pessoal, tudo bom?
Vamos ouvir uma musiquinha para acalmar os ânimos? Eu por exemplo, estou precisando! Estou tendo aula até nos sábados, e estou morta! Hahahaha

In My Veins-Andrew Belle


Não conhecia a música e muito menos o cantor, mas achei impossível não se apaixonar por essa música linda, que tem uma letra igualmente sensacional! <3

Outros vídeos legais...

Recentemente, terminei o tão famoso seriado "Breaking Bad" (que, inclusive, falarei dele em breve na coluna #seriando. Fiquem ligados! ;D) e como eu gostei MUITO do seriando e me apeguei bastante com as personagens, encontrei este vídeo, que aliás, foi o vídeo que me fez conhecer a música acima. 
CUIDADO, o vídeo abaixo contém spoilers da segunda temporada da série! Se você já assistiu, então chore comigo! Hahaha






quarta-feira, 10 de junho de 2015

O Menino da Lista de Schindler-Leon Leyson

Leon Leyson é um garoto judeu, que vive com sua família tranquilamente. As coisas já começam à mudar quando o pai de Leon se muda para Cracóvia em busca de uma vida melhor para ele e sua família.

Algum tempo depois, quando o pai de Leon já está melhor estabilizado financeiramente, toda a família se muda até Cracóvia. Nessa mesma época, a discriminação contra os judeus estava ficando ainda mais séria, fazendo Leon, que era uma criança, não entender muito bem o que estava acontecendo.

Com isso, vamos acompanhando as experiências de Leon, desde a tranquila infância até nos momentos em que ele é obrigado à se esconder dos nazistas, até ser salvo pelo grande herói da história: Schindler.

Extremamente parecido com "O Diário de Anne Frank", "O Menino da Lista de Schindler" é mais um livro incrível que se passa na época do Holocausto. Com uma linguagem de fácil entendimento e jovem, o livro deveria ser lido por todos!

"Após seis anos eu deixava Cracóvia, a cidade dos meus sonhos de infância, a cidade que se tornara um pesadelo, e me dirigia rumo ao desconhecido."
Página 167

Quem acompanha o blog há algum tempo, sabe que eu sou fascinada por coisas sobre o Holocausto! Acho o assunto muito interessante, e sempre que posso estou lendo livros e assistindo filmes sobre o assunto. Tudo fica ainda mais interessante quando são histórias reais, como é o caso de "O Menino da Lista de Schindler".

Muitas pessoas fogem de livros desse estilo, por muitas vezes serem tristes e com uma linguagem não muito fácil. O livro é realmente triste, daqueles que te faz ficar super angustiado junto com o protagonista. Já a linguagem utilizada já é mais atual, o que faz o livro passar muito rápido.

A editora Rocco simplesmente arrasou na diagramação desse livro! Além da capa ser maravilhosa, todo início de capítulo tem uma ilustração com pássaros, o que deixou o livro muito lindo!

Para quem gosta desse estilo de livro, sugiro que leia este. Talvez não seja tão bom quanto outros, mas é uma história super válida e interessante!

E claro, que não poderia deixar de agradecer ao melhor parceiro de blog do mundo, o Edu, que me deu um ótimo presente de Natal (que só pude ler agora, mas enfim)! Obrigada!!

"Não sou filósofo, mas acredito que Oskar Schindler define o que é heroísmo."
Página 225

------------

Título: O Menino da Lista de Schindler
Autores: Leon Leyson com Marilyn J. Harran e Elisabeth B. Leyson
Editora: Rocco
Nº de Páginas: 256
Avaliação: Muito Bom (4/5)

"Misto de biografia e romance de formação, O menino da lista de Schindler acompanha a trajetória de Leon Leyson, o mais jovem integrante e um dos últimos sobreviventes da famosa lista de judeus salvos pelo empresário alemão Oskar Schindler durante a Segunda Guerra Mundial. Intenso como O diário de Anne Frank, o livro chega ao Brasil pelo selo Rocco Jovens Leitores depois de alcançar a prestigiosa lista dos mais vendidos do jornal The New York Times, e oferece uma perspectiva única do Holocausto. Um relato emocionante, corajoso e humano que precisa ser contado às novas gerações."



domingo, 7 de junho de 2015

A Mais Ouvida da Semana-Amanheceu


Oi pessoal, tudo bom?
Mais uma semana está começando, e nada como começá-la com boas músicas para acalmar nossos espíritos.

Amanheceu-Scalene


Vocês conhecem a banda Scalene? Atualmente eles estão participando do programa Superstar da Rede Globo, e eu gostei tanto que fui pesquisar outras músicas da banda e bom... EU ME APAIXONEI! A banda é simplesmente maravilhosas, com letras cheias de conteúdo e um estilo musical que me agrada muito! Já me considero uma fã da banda, pois tietei muito e espero que eles ganhem o programa.

Espero que tenham curtido! :D
Boa semana!



sexta-feira, 5 de junho de 2015

Cartas de Amor aos Mortos-Ava Dellaira

Laurel é uma garota de 15 anos que irá iniciar o seu primeiro ano no Ensino Médio. Há alguns meses, sua irmã mais velha, May, morreu. May sempre fora para Laurel um exemplo do que ela gostaria de ser no futuro, e agora que ela vai entrar no Ensino Médio, ela quer ser uma adolescente como a irmã.

Então, a professora de Inglês de Laurel dá uma tarefa para a turma, onde cada um deve escrever uma carta para alguém que já morreu. Laurel decide então escrever para Kurt Cobain, um dos ídolos de sua irmã. Porém, Laurel não decide entregar o trabalho, já que é algo pessoal. Ela então continua à escrever cartas para diversas outras personalidades mortas, onde ela conta-lhes suas experiências, anseios e também nos dá muitas informações sobre como era sua relação com May.

As informações sobre o passado de May e Laurel são dadas aos poucos, intercaladas com as atuais experiências de Laurel, que tenta ser como a irmã TODA HORA, coisa que me irritou muito durante o livro. Porém, aos poucos algumas coisas vão se encaixando e eu comecei á compreender melhor alguns atos da protagonista.

O livro é todo narrado em cartas e trata de muitos assuntos muito válidos para o público adolescente. O fato dos destinatários das cartas serem famosos, muito da vida deles é contada, o que eu achei um ponto super positivo!

"Nirvana" significa liberdade. Liberdade do sofrimento. Acho que algumas pessoas diriam que a morte é exatamente isso. Então, parabéns por estar livre, acho. O resto de nós ainda está aqui, agarrado aos cacos."
Página 197

Automaticamente ao ver um livro que é narrado por cartas, é quase inevitável lembrar de "As Vantagens de Ser Invisível", um livro maravilhoso que foi resenhado aqui no blog em 2012. (Clique AQUI para ler a minha resenha)
Stephen Chbosky, autor de AVSI, inclusive, é um dos "padrinhos" da autora Ava Dellaira, e talvez seja por isso que o livro ficou EXTREMAMENTE parecido com a obra de Chbosky.

As experiências que Laurel passa são muito parecidas com as de Charlie e ambos também passaram por grandes perdas que ainda os abalam. Isso me incomodou bastante, pois senti falta de um pouco mais de originalidade da parte da autora. Mesmo sendo personagens diferentes, de livros diferentes, dá pra comparar facilmente um com o outro.

Laurel é exatamente aquele tipo de personagem que eu tenho vontade de espancar à cada página virada. No livro, ela tem a mesma idade que eu no momento, e a imaturidade dela me deixava boquiaberta!
O que mais me deixava com raiva é que, além dela ser muito imatura e burra, o livro se passa nos tempos atuais, onde os jovens têm acesso à informações suficientes. Porém, mesmo assim, ia lá a Laurel, toda bonita e confiante, fazer uma put# burrada! Isso me deixava possessa!

Num todo é um bom livro, com um grande potencial e com temas muito legais. Talvez tenha faltado um pouco de originalidade, como eu já disse, mas mesmo assim não consegui dar uma nota menor que 4 estrelinhas.

"Talvez ao contar as histórias, por pior que sejam, não deixemos de pertencer a elas. Elas se tornam nossas. E talvez amadurecer signifique que você não precisa ser uma personagem seguindo um roteiro. É saber que você pode ser a autora."
Página 312

------------

Título: Cartas de Amor aos Mortos
Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Nº de Páginas: 344
Avaliação: Muito Bom (4/5)

"Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho."
(Skoob)





quarta-feira, 3 de junho de 2015

O que eu li em... Maio|2015


Olá pessoal, tudo bom?
Eu estava com saudades de postar aqui no blog! Aconteceu que eu estou passando por um momento muito tenso em minha vida escolar por conta de greves dos professores e também porque na última semana eu estava participando de jogos escolares, e eu chegava todos os dias em casa morta ft. enterrada. Peço perdão, e se tudo der certo, as coisas voltarão ao normal.
Mas então, vamos ver os livros que eu li no mês de maio?!

Minha primeira leitura foi Dezesseis Luas. Nosso protagonista é Ethan Wate, um garoto de dezesseis anos que conhece Lena Duchannes, uma garota que é bem diferente da maioria e bastante discriminada no colégio. Na verdade, ela esconde um grande segredo, que pode ser algo muito bom ou muito ruim, e, infelizmente, não vai depender dela escolher.

Confira minha resenha clicando AQUI.





Minha segunda e última leitura do mês foi Cartas de Amor aos Mortos, da autora Ava Dellaira. No livro, há uma garota chamada Laurel, que recentemente perdeu sua irmã. Após uma tarefa da escola, ela começa à escrever para famosos que já estão no outro plano, assim, contando seus maiores segredos, anseios e vida para eles.

Não irei falar muito sobre o livro aqui, pois a resenha sairá em breve. ^^






Maio foi um mês que, como em abril, eu não li tanto quanto eu gostaria. Porém, esse mês, pretendo me organizar melhor e recuperar o tempo perdido. Rezemos para que dê certo! :P

Abraços!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leitores!

Todos os textos são feitos por nós, não copie sem por os devidos créditos! Plágio é crime!. Tecnologia do Blogger.

Newsletter

Rafa está lendo

Siga-nos